BLOG
Nunca mais diga “A carne é fraca” para justificar seu pecado.
postado dia 22 de Setembro de 2019
Imagem do Post

O que tem de gente pecando, fazendo o que é errado e usando textos bíblicos para justificar a sua deficiência de caráter, tá difícil de contar!

Antes de sairmos repetindo palavras como papagaio que só replica o que ouviu, devemos analisar por quem, porque foi dito e se aplica-se a nós o que foi falado.

Usar o termo “A carne é fraca” para justificar nossas falhas é totalmente equivocado. Principalmente quando usado em uma conotação sexual.

Tem gente que diz: a carne é fraca mesmo irmão, por isso pecamos!

É o que?

Não pecamos porquê nossa carne é fraca, pecamos porque optamos por fazer o que não deveria ser feito.

Primeiro ponto: você sabe dizer onde surgiu essa frase: “a carne é fraca”?

Por incrível que possa parecer, foi o próprio Jesus que expressou-se dessa maneira!

Então, sem analisar o texto, será que podemos afirmar que Jesus pecou ou estava prestes a pecar, cheio de desejos carnais, e por isso falou dessa forma? Claro que não!

O que afligia Jesus era o desenrolar dos acontecimentos que estavam por vir.

As questões, que o incomodava, eram:

1. A decisão de ir em frente ou abandonar a cruz;
2. A necessidade de tanto sofrimento para cumprir o chamado do Pai;
3. A obrigação de morrer horrivelmente e se afastar de Deus...

A frase “a carne é fraca” foi dita por Jesus no Getsêmani em um momento de profunda tristeza.

Quando ele estava prestes a ser crucificado, transpirando sangue, perturbado pelos acontecimentos que estavam por vir, ele desabafou falando: “a carne é fraca.”

Ele entendeu que por mais preparado espiritualmente que pudesse estar para enfrentar a cruz, seu corpo estava desfalecendo diante da pressão psicológica que estava passando.

Sabe quando estudamos muito para um concurso, um vestibular e mesmo assim quando estão se aproximando os dias das provas sentimos um desconforto terrível, falta de apetite, frio na barriga, muitas vezes até diarreia?

Quando somos pegos de surpresa em um acontecimento drástico, aparentemente ficamos bem, mas depois sentimos o impacto do ocorrido?

Já vi pessoas sofrerem um AVC tempos depois de passarem por um infortúnio.

Meu pai começou a sentir calafrios logo após ter presenciado a morte de um companheiro de trabalho, ficando um ano doente.

Estamos preparados espiritualmente, em Cristo, mas nosso corpo sente a pressão imposta do momento quando confrontados pelas más circunstâncias. Foi exatamente isso que aconteceu com Jesus!

“A carne é fraca” não simboliza um déficit para a prática do pecado.

Veja o que diz a Bíblia sobre nós:

“... a nossa velha natureza pecadora já foi morta com Cristo na cruz a fim de que o nosso eu pecador fosse morto, e assim não sejamos mais escravos do pecado.”
‭‭Romanos‬ ‭6:6‬ ‭NTLH

Se dizemos que somos nova criatura e continuamos na prática do pecado, existe algo de errado conosco. Errar eventualmente é tolerável para quem está começando a aprender sobre os benefícios que temos através de Cristo. Viver frequentente errando não condiz com a nossa atual realidade. 

envie seu comentário